Stultum est timere quod vitare non potes

Em menos de um mês morreram o Jorge Ferreira e a Elisabete Dias. O Jorge tinha 48 anos, e a Elise, 32.

Li ambos com deleite, troquei palavras e sons mais com um do que com outro, qualquer deles deu justíssimo sentido às definições de Humanidade pelas quais alinho.



Não compreendo, e talvez aqui jaza a semente da compreensão, porque é que devemos nascer sabendo sempre que um dia a conta será saldada. Mais valeria que ainda habitássemos as árvores, os planaltos.

De resto, quando isto me bater a sério, não auguro nada de bom para o ar em meu redor.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s