Sinkhole

abriu-se um buraco na avenida de ceuta. nem se anda, nem se haverá de apurar responsabilidades. mas portugal é isto. intruje o vizinho, ultrapasse o condutor da frente, asse couratos, ande de chinelos em sítios públicos, escarre, faça merda e culpe o outro, trave a fundo nas rotundas, vá como se não viesse ninguém atrás, […]

Septuagésimo oitavo quilo

​amigos, família e gente avulsa perguntam-me amiúde se gostaria de ir-me no exercício do sono e com isso evitar as angústias de uma falência vital testemunhada, principalmente por mim mesmo. não. gostaria de ir abatido a tiro, à enésima bala e de preferência após terem sido gastas centenas, com um palco Geigeriano de ossos, carne […]

Morbus Gravis

Estão vinte graus em Dezembro, e nem uma nuvem nestes céus que se obstinam em nunca mais caírem sobre as flanabundas e  aldeãs cabeças da turba perambulante. Um tempo execrável, serôdio na eclosão, para um povo de execráveis, que conduzem os seus inflacionados carros low-end com os olhos fixados num beco imaginário e violáceo, burilado em […]

Nicaragua baby Portela style

​. cá vou eu outra vez rumo ao ar livre e feliz pelo meu próprio pé tão longe de abril e do lupanar criado pelo cabrão do monhé . a união dos grunhos acende a cidade gentes chinelam no pasmo habitual como poderei eu explicar a verdade ao pálido e rico turista acidental . não […]

Há festa em Baguim do Monte (2)

​No post anterior esqueci-me de mencionar a idolatria a edifícios e objectos luminescentes.Um mamarracho pago por encomenda ao arquitecto e primo de algum deputado? Idolatre-se. A maior tarte de natas do mundo, uma árvore de Natal da altura da ponte, vias pedonais para nenhures ladeadas por esculturas de arte industrial-soviética a enferrujar? Pasme-se em fervor […]