E SE FOSSE CONSIGO?

Imagine que era dono de uma empresa de venda de produtos em máquinas automáticas, com contratos com alguns hospitais e centros de saúde, e tinha de suspender (continuando a suportar os ordenados, contribuições, impostos e demais despesas, sem saber como) ou cessar a actividade por falta de rentabilidade. Ah pois, são as pessoas. Neste caso as pessoas que não contam.

Adenda: ah espera, isto está cada vez melhor…

i

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s