O que um homem não troca

el-secreto-de-sus-ojos-edgar-1

“Não percebes? Ele pode mudar de mulher, de camisa, de cão… mas se tiver um vício, um clube… nunca vai trocar de clube.” diz Sandoval, o oficial de justiça que se ensopava em aguardente sucumbido ao peso das pálpebras desgastadas por décadas a testemunhar, em primeiríssima mão, o caudal da corrupção, a engorda dos medíocres.

Leio, num pasquim dos que temos onde deambulam flores de estufa com demasiadas milhas e pouco ou nada de mundo, que “Governo convidou ex-primeiros-ministros para estarem presentes na inauguração do túnel do Marão. Sócrates disse que sim, Passos Coelho disse que não” e triste é que nada mais sequer houvesse a escrever, no ideário da cabecinha redactora.

Um homem – tecnicamente talvez se aplique só a Passos – nunca troca de clube. Perguntará qualquer contribuinte impoluto, daqueles raros a quem a naiveté de nunca ter sido Sandoval protege da fuga para o copo, mas se sabem que eles voltam sempre ao estádio porque é que não os apanham nessa altura?

É que no estádio se pode encontrar todos os sábados outras setenta mil pessoas, cuja paixão as lá leva, e que também não mudam de clube. Porque são nomes, de uma lista, de um caderno, das castas em pirâmide.

“Y tu eres un Espósito, o sea nadie”.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s