Bom, tudo em perspectiva. Aí vem uma semana difícil. Eh estranho como nunca escrevo sobre o quotidiano. Talvez por intuir que o quotidiano é directamente proporcional à claridade do observador. Não falo da sua qualidade, intensidade ou valor. O próprio quotidiano, ou a função de máxima adequação do observador, é que segue um trajecto qualificável que é gráfico das viagens que o observador efectua dentro de si mesmo. O pensamento em existência e fruição pode atingir uma massa crítica que provoca efeitos engraçados de percepção mística, teorização onde certezas e questões não são mutuamente exclusivas, e “ultimately”, harmonia com o self. Agora, isto não impede que venha aí uma semana difícil. Amo-te 🙂
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s